Antecipar vendas no cartão: vantagens e desvantagens

Muitos empresários têm dúvidas sobre o uso da máquina de cartão. Alguns acham que não é tão vantajoso ou que aceitar cartão de crédito e débito não traz um retorno em vendas. Muitos pequenos empresários ainda acreditam que a máquina de cartão é apenas um custo, o que é um grande engano, já que cerca de 77% dos consumidores pagam em débito ou crédito, sendo o meio de pagamento mais utilizado no Brasil.

Apesar de vender mais ao oferecer mais facilidade no pagamento, o lojista tem custos com sua máquina de cartão: compra, aluguel, taxas, internet… Vendo por este ângulo, pode parecer custoso, mas veja alguns dos ganhos:

  • Reduzir custos com cobranças telefônicas ou pessoalmente
  • Zerar a inadimplência
  • Evitar fraudes de cheques e roubo de valores em dinheiro
  • Facilidade em cobrar valores no ato da entrega do produto (delivery)
  • Conquistar mais clientes ao oferecer vários métodos de pagamento, como crédito parcelado e vale alimentação

Já sabemos que vale a pena ter uma máquina de cartão. Mas, e antecipar os valores que são pagos de maneira parcelada?

Vamos esclarecer todas as suas dúvidas ponto a ponto. Acompanhe!

 

Como funciona a antecipação de recebíveis?

Os bancos e outras operadoras financeiras oferecem vários tipos de crédito. Algumas empresas utilizam frequentemente esse crédito, que é capital externo, vindo de bancos e financeiras. Esta necessidade de empréstimo pode existir em decorrência de problemas de vendas, erros de planejamento, sazonalidade, entrada de novo concorrente no mercado, entre outros. Afinal, quando o caixa da empresa fica baixo e há necessidade de aportes, onde o empresário deve buscar este capital?

No desespero de resolver os problemas financeiros do seu negócio, o empresário busca o crédito mais “acessível”, como atrasar a fatura do cartão de crédito da empresa, usar o cheque especial e recorrer a crédito direto na instituição onde a empresa tem conta.

É nesse situação que o empresário se esquecem de uma linha de crédito fácil de ser usada: a antecipação de recebíveis. Mas o que é isso? Muito simples, é pegar as suas duplicatas de venda a prazo, vendas parceladas no cartão de crédito/débito para saldar suas dívidas atuais. É antecipar os recebimentos futuros em dinheiro presente.

Cliente feliz com cartão de crédito

Demora muito tempo para receber o dinheiro das vendas com cartão de crédito e débito?

O grande impasse dos lojistas de aceitar em receber pagamentos com cartões de crédito e débito é o tempo para receber o valor das vendas, principalmente quando se trata de parcelar as vendas. Dependendo da máquina que você possui, o recebimento de débito e crédito à vista pode chegar a 45 dias, enquanto que os valores parcelados geralmente são recebidos parcela a parcela, à medida que o cliente paga. Ou seja, você corre o risco de comprar o produto à vista, e receber o valor da venda parcelado ao longo de 1 ano.

No entanto, existe a possibilidade de antecipar os pagamentos e receber o valor das suas vendas no dia seguinte. Isso, é claro, tem um custo: uma taxa que pode chegar até 2,99% ao mês. Parece pouco?

Um exemplo com números:

Supondo que você faça uma venda de R$ 150,00 no crédito, parcelada em 3x de R$ 50,00 no dia 01/01/2019.

Vamos usar como exemplo uma taxa de transação de 4%, que é comumente praticada no mercado. Desse modo, o valor após descontada a taxa de transação será de R$ R$ 144,00, ou seja, cada parcela recebível será de R$ 48,00.

Essa venda, sem recebimento antecipado, seria recebida nos prazos e valores:

01/02/2019: recebimento da 1ª parcela = R$ 48,00

01/03/2019: recebimento da 2ª parcela = R$ 48,00

01/04/2019: recebimento da 3ª parcela = R$ 48,00

Solicitando o recebimento antecipado, para receber entre 1 e 15 dias úteis, vamos supor uma taxa de recebimento antecipado é de 3% ao mês. Essa venda, com recebimento antecipado, seria recebida nos prazos e valores abaixo:

 

Recebimento integral em 03/01/2019:

1ª parcela antecipada = R$ 48,00 – [(1 x 0,03) x 48,00] = R$ 46,56

2ª parcela antecipada = R$ 48,00 – [(2 x 0,03) x 48,00] = R$ 45,12

3ª parcela antecipada = R$ 48,00 – [(3 x 0,03) x 48,00] = R$ 43,68

Total recebido antecipado: R$ 135,36

 

Faça esse cálculo e veja quanto dinheiro você está perdendo por pagar taxas abusivas, e leia o artigo até o final para descobrir como pagar mais barato.

 

Antecipação de recebíveis é a mesma coisa que empréstimo?

 

Não. Mesmo ambas sendo modalidades de crédito existe uma grande diferença entre empréstimo e antecipação de recebíveis.

O empréstimo se caracteriza pela concessão de um valor que será pago posteriormente para uma instituição financeira (que na maioria dos casos são os bancos) em um determinado prazo com um acréscimo de juros pré determinado. No caso de empréstimo, a taxa de juros é fixa e geralmente é mais alta do que  a taxa de antecipação de recebíveis.

Além desses fatos, no caso de empréstimos, você tem um financiamento que deve ser pago todo mês até que a dívida seja quitada.

A antecipação de recebíveis permite que você comprometa apenas o dinheiro que já é esperado que vá receber. Geralmente as taxas de antecipação de recebíveis são menores, graças a garantia de recebimento equivalente ao título que está sendo antecipado.

Como já deu pra perceber, na maioria dos casos a antecipação de recebimentos é a opção mais vantajosa. Porém, é muito importante pesquisar taxas e as condições de cada instituição para ambas as situações.

 

Quais empresas envolvidas na operação do cartão?

Transações feitas no cartão envolvem várias empresas que possuem funções específicas. É bom que o empresário saiba quem são esses agentes e o que fazem, para entender melhor alguns processos, como a antecipação de recebíveis.

Bandeira – As bandeiras de cartão são as responsáveis em fornecer a tecnologia (chip do cartão) que fazem a criptografia dos dados do cliente e intermédia com as adquirentes da máquina de cartão.

Ex.: Visa, Master, ELO, etc…

Administradoras – já as administradoras são os bancos responsáveis em fornecer o cartão dar limite de crédito ao consumidor, enviar a fatura do cartão e as taxas a serem pagas. Nem sempre são necessárias.

Ex.: Itaucard (Banco Itaú), Bradescard (Bradesco), Ourocard (Banco do Brasil, Santander, Caixa, HSBC).

 

Adquirentes e subadquirentes – são as empresas licenciadas pelas bandeiras de cartão é também as fornecedoras das máquinas de cartão. Realizam as transações financeiras na hora que o cliente passa o cartão.

Ex.: JUSTA, PayTicket, Cielo, Rede, GetNet, Elavon, etc…

EMPREENDEDOR DE SUCESSO ESTUDA MUITO:

ASSINE NOSSO CONTEÚDO E RECEBA OS MELHORES ARTIGOS E MATERIAIS. É GRÁTIS!


Clicando você aceita os Termos de Uso