É possível receber Multa por não emitir nota fiscal? 6 situações que podem acontecer com você

multas de nota fiscal

 

A Nota fiscal é um documento muito importante para qualquer empresa. Nele são registrados todos os dados referentes a uma determinada atividade comercial, como a descrição da mercadoria, o preço do produto ou serviço e os impostos aplicados.

A emissão de nota fiscal é obrigatória para toda pessoa jurídica, sujeita a multas e outras penalidades caso a nota fiscal não seja emitida.

Neste artigo falaremos sobre a multa por não emitir nota fiscal. Quais são as principais penalidades? Em que circunstâncias podem ocorrer?

Continue lendo para entender quais penalidades você enfrenta e o que você deve fazer para evitá-las.

 

Multa por não emitir nota fiscal: quais são e como podem ser evitados?

A multa por não emitir uma fatura pode variar de 10% a 100% do valor da fatura. Além disso, o valor dessas penalidades pode aumentar. Portanto, melhorar esse processo e evitar penalidades é importante.

Desde 2011, toda empresa é obrigada a emitir nota fiscal eletrônica e a Fiscalização pode levar até 5 anos.

Se, por exemplo, sua empresa enviou informações incorretas ao IRS em 2019, você será responsável por essa infração até 2024.

Por esse motivo, é importante guardar todas as notas fiscais a serem apresentadas às autoridades fiscais, se solicitadas.

Abaixo estão algumas das situações de penalidade aplicáveis ​​pela não emissão de nota fiscal.

1 – Fornecedores

Para evitar ser multado por não emitir nota fiscal, é importante ficar atento ao desempenho de seus fornecedores. Isso porque, se eles não emitirem uma nota, você também sofrerá penalidades.

Caso o seu fornecedor não emita nota, deverá pagar uma multa equivalente a 50% do valor da operação. Sua empresa terá que pagar uma multa de 35% sobre o mesmo valor. Ou seja, você também terá que lidar com o mau comportamento de quem vendeu as mercadorias.

2 – Numeração

Sua empresa também será multada se suas notas não seguirem a ordem numérica. A lei prevê que as faturas sejam emitidas respeitando a sequência numérica referente à data de emissão.

Se você perder os números inadvertidamente, precisará relatar o erro ao Departamento de Finanças do seu estado até o décimo dia do mês seguinte.

Caso não denuncie dentro do prazo, terá que pagar multa de R$ 246,30.

3 – Cancelamento

Se você precisar cancelar alguma nota, o prazo para fazer esse processo é de 24 horas. O não cancelamento da nota incorre em multa de 10% do valor da transação.

4 – Dados diferentes

A violação de dados é um dos casos que prevê as penalidades mais altas da lei. O valor da transação e os dados do destinatário devem corresponder tanto à fatura quanto ao Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica (DANFE)

Caso não haja conformidade nas informações, a multa prevista é de 100% do valor da obra. Outras formas de separação preveem multa de R$ 328,40 para cada documento fiscal.

5 – Envio de fatura ao cliente

Da mesma forma que seus fornecedores são obrigados a emitir uma nota fiscal para sua empresa, você também é obrigado a emitir uma NF para seus clientes.

Como vimos no caso 1, a multa para quem não emite e envia nota fiscal ao cliente é de 50% do valor total da venda.

Vendas até R$ 120,00 não exigem nota fiscal, a não ser que o cliente solicite.

Também não há um método de faturamento padrão. Deve haver um acordo comum entre as partes envolvidas neste assunto. Mas, geralmente, a nota fiscal é enviada por e-mail ou disponibilizada para download no site da loja.


6 – SPED Contábil e Fiscal

Aqui temos outra situação que prevê penalidades pesadas. Caso não entregue seu SPED Contábil no prazo estabelecido, deverá pagar R$ 5 mil mensais ou fracionados. Além disso, sua empresa não poderá participar de nenhum processo de licitação pública.

E há mais. Caso a Contabilidade do Documento Fiscal não esteja no seu SPED Fiscal, a multa é de 10% do valor total indicado. O atraso nessa escrituração acarreta multa de 1% sobre o número de transações do período em questão.

Gostou do nosso artigo? Agora que você já sabe o quão severa pode ser a multa por não emitir nota fiscal e quais são as situações mais comuns, ficará mais fácil evitar qualquer fiscalização por parte da Receita Federal.

Leia também: Como calcular o imposto da nota fiscal de venda e manter suas obrigações fiscais em dia

Dicas sobre faturamento nunca são demais, por isso criamos este infográfico para você:

 

Evite multas com um gerenciador de notas fiscais

Está cansado de receber multas por não se sair bem ou se atrasar na emissão de notas? Portanto, use um sistema de gerenciamento de notas fiscais como o EasyGestor

Desta forma, automatiza-se a emissão, cálculo e envio de faturas aos clientes (Arquivos e XML).

Além disso, você pode contar com desconto no certificado digital.

Você está interessado? Então entre em contato conosco!

Gostou desse Artigo?

Compartilhe este post!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Cadastre-se na nossa Newletter

Receba atualizações semanais dos nosso conteudos em primeira mão

Outros conteúdos que podem te interessar

Gestão & Organização

Como emitir Nota Fiscal MEI no emissor gratuito (passo a passo)

Nesse vídeo eu te ensino como emitir Nota Fiscal MEI, utilizando o emissor gratuito do SEBRAE. Esse vídeo serve também para EPP (Empresa de Pequeno

Gestão & Organização

Newsletter Janeiro de 2021

Confira abaixo, alguns conteúdos relevantes do mês do último mês de 2020 e de janeiro de 2021, que estão disponíveis no nosso Canal do Youtube,