Qual o seu preço? Parte 2: Aprenda de uma vez por todas a calcular seu markup

Esta é a parte 2 de uma série de artigos.

 

Na parte 1 desse artigo, você já aprendeu o que é o markup e como ele ajuda o seu negócio a não levar prejuízo. Esse método de precificação já é consagrado e vem sendo utilizado por décadas em todo tipo de negócio.

Agora, vamos aprender um passo-a-passo simples de como calcular e aplicar o markup aos seus produtos e prosperar!

 

Identificando meus custos

Calculando custos

Se tratando de custos, é necessário reconhecer que existem dois tipos: os custos fixos e os custos variáveis.

Por custos fixos, entenda aquelas despesas que não variam de acordo com a quantidade de produtos adquirida ou produzida. Ou seja, se você produzir 1 pizza ou 300 pizzas, esse custo não muda. São exemplos comuns: salários, aluguel de ponto, contas de água e aluguel de máquinas de cartão (saiba como se livrar de um desses custos neste artigo).

Já por custos variáveis, entenda aquelas despesas que variam de acordo com a quantidade de produtos adquirida ou produzida. Ou seja, se você produz 1 pizza, vai gastar 300g de queijo, mas se produzir 300 pizzas, vai utilizar 90kg de queijo. Esse é o custo variável, e alguns exemplos são: matéria prima, mão de obra temporária em épocas de pico, energia elétrica, gás, telefone e taxas de venda no cartão de crédito (por isso é tão importante conseguir taxas baixas).

 

Definindo meu lucro pretendido

 

Agora é a hora de colocar a matemática em ação! Mas, calma: é um cálculo super simples, e você só precisará alterar os valores dos seus custos (conforme for necessário) para manter seu lucro e nunca mais sair no prejuízo.

Nazaré confusa

Definir o lucro é a etapa decisiva no cálculo de markup. O lucro pretendido é um valor calculado sobre o custo do seu produto. Ou seja, se você pretende ganhar R$ 5 a cada pizza vendida, e cada pizza custa R$ 15 para ser produzida, você a venderá por R$ 20, e seu lucro pretendido é de 25% do valor do seu produto. Nesse caso, o preço final que o seu cliente paga é o custo da pizza e o seu lucro, totalizando 100% do valor de venda.

Vamos calcular na prática! Nesse exemplo, digamos que o seu custo fixo por pizza de calabresa é de R$ 10, o custo variável é de também R$ 10, e que você queira um lucro de 50% em cada pizza. Já sabemos o custo total da pizza: R$ 20. Mas, qual será o valor de venda?

Nesse caso, aplica-se a fórmula:

 

100 ÷ [100 – (Custo fixo + Custo variável + Lucro pretendido)] = Preço de venda

 

E, pronto: você já descobriu que precisará vender sua pizza a R$ 30 para obter o lucro desejado. Achou difícil? Existem calculadoras de markup online que simplificam esse cálculo.

Agora que você já sabe calcular seu markup, descubra seus custos e saiba onde enxugar para prosperar nesse ano.

EMPREENDEDOR DE SUCESSO ESTUDA MUITO:

ASSINE NOSSO CONTEÚDO E RECEBA OS MELHORES ARTIGOS E MATERIAIS. É GRÁTIS!


Clicando você aceita os Termos de Uso