Markup: aprenda tudo sobre como calcular seu preço e lucrar muito mais

 

Aquela sensação de que a empresa poderia estar lucrando bem mais é uma queixa comum entre os empreendedores. Acontece com você também? Você já parou para analisar o porquê dessa sensação? Um dos motivos pode ser porque você está calculando o preço de venda dos seus produtos ou serviços de forma errada. Mas não se desespere: é normal ter essa dificuldade. Ajudar você a estipular os preços corretamente e ter uma real noção da sua margem de lucro é o nosso objetivo com esse artigo.

Algo que pode ajudar bastante a sua empresa é você aprender a calcular o preço do custo por unidade dos produtos através do Markup. Nós sabemos que modificar a forma de fazer algo não é uma tarefa simples e muitas pessoas são resistentes a mudanças. Mas quando você está perdendo dinheiro, é necessário abrir a cabeça para novidades.

Oferecendo o preço certo ao consumidor, você, além de potencializar a saúde financeira do seu negócio, também irá consequentemente realizar mais vendas e chamar cada vez mais atenção do seu público-alvo. Nem precisamos falar que se o seu produto possuir um preço errado, será muito difícil sua empresa conseguir se manter a longo prazo.

 

Como posso usar o markup na minha empresa?

Vamos começar pelo início: a definição do que é o markup.

O markup é um índice aplicável sobre o custo de um produto, auxiliando na precificação através da inclusão não apenas do lucro, como de demais valores como impostos, mão de obra, logística, comissões, etc. Utilizando o markup corretamente, nós lhe damos a certeza de que a venda dos seus produtos vai cobrir todas as suas despesas, desde a fabricação até os custos embutidos em sua venda.

Você nunca havia parado pra pensar nisso? Tudo bem, isso é comum. No momento de dar preço aos produtos, de calcular seu preço de venda, poucos são os empreendedores que se dão conta de que para existir um lucro real, o preço do produto deve cobrir os custos de sua produção, aquisição, distribuição, armazenamento, encargos fiscais e, ainda, garantir uma boa margem de lucro.

Essa técnica se torna ainda mais importante quando você precisa dar aquele desconto para algum cliente, pois com o markup você não corre o risco de baixar o produto mais do que deveria e acabar arcando com prejuízos que você nem imaginava. Com o markup, é possível ter uma real noção de custou cada centavo do preço de venda do produto e, portanto, sabe o quanto está tendo de lucro, quanto está pagando de impostos e o quanto de custos gerais está embutido nele.

 

Como eu faço esse cálculo?

Aqui nós iremos abrir um parêntese para que você entenda como funciona esse cálculo. É bem importante que você entenda o processo. Porém, no dia a dia,  você consegue calcular de uma forma bem mais simples aplicando na planilha que disponibilizamos para você no final desse artigo.

Primeiramente, existem alguns fatores que você precisa levar em conta além dos custos fixos e das variáveis. Você vai precisar do valor percentual de alguns itens como:

Despesas fixas

As despesas fixas são os gastos permanentes da sua empresa, aqueles gastos que de forma alguma podem ser dispensados. Contas de luz, internet e salário dos seus funcionários entram aqui.

 

Despesas variáveis

Como o próprio nome diz, são aquelas que variam de acordo com o nível de produção ou com o nível de vendas. Se as vendas são maiores, essas despesas também serão maiores. Um imposto que incide sobre o produto e sua comissão, por exemplo.

 

Custo direto

É o valor gasto para produzir o seu produto, ou o valor que você comprou o seu produto.

 

Margem de lucro

Aquilo que você quer que a empresa lucre com cada unidade vendida do seu produto.

 

Ok, e agora, como eu faço para calcular o markup do meu produto com essas informações?

A fórmula é basicamente essa: 100 / [100 – (DV + DF + LP]

Entendendo que:

DV = despesas variáveis;

DF = despesas fixas;

LP = margem de lucro desejada.

 

Vamos ao exemplo para simplificar:

Digamos que o custo do seu produto seja R$ 10,00, que as despesas variáveis (DV) sejam 20%, as despesas fixas (DF) 10% e a margem de lucro desejada (LP) 8%.

A fórmula de markup seria aplicada da seguinte forma:

Markup = 100 / [100 – (20 + 10 + 8)]

Resultado = Markup: 1,6

Agora, multiplique o markup (1,6) pelo custo unitário (R$ 10), e você terá o preço final de venda (R$16,00).

Simples, não é? Dessa forma, você nunca terá prejuízos! Aplicando o markup, você consegue estabelecer o preço certo e operar com a margem de lucro desejada, fazendo o seu negócio crescer, possibilitando que seus funcionários sejam melhores recompensados e os fornecedores pagos em dia.

Esse cálculo pode ficar ainda mais simplificado. Nós disponibilizamos para você uma planilha que irá lhe ajudar nesse processo. Clique na imagem para ter acesso à planilha e assista ao vídeo onde explico o passo a passo para não ter erro.

 

 

Nós sabemos o quanto é difícil conseguir organizar todos os custos envolvidos no seu negócio, mas essa é uma tarefa essencial na rotina do gestor de uma empresa de sucesso. Se você não sabe o quanto paga de impostos, por exemplo, pode procurar um sistema de gestão que faça tudo por você. Existem ótimos softwares gratuitos que desempenham essa função perfeitamente.

EMPREENDEDOR DE SUCESSO ESTUDA MUITO:

ASSINE NOSSO CONTEÚDO E RECEBA OS MELHORES ARTIGOS E MATERIAIS. É GRÁTIS!


Clicando você aceita os Termos de Uso